DIREITO DE RESPOSTA AO BLOG – GUAMARÉ EM DIA

DIREITO DE RESPOSTA 
 
Esse pedido de resposta tem por objetivo principal: esclarecer aos servidores públicos municipais de Guamaré e a sociedade em geral os fatos, com base em documentos fidedignos, sobre a maneira que conduzimos o SINDSERG, bem como a luta em prol dos planos de carreiras, diferentemente do que o Blog Guamaré em Dia tem propagado com suas falácias infundadas, que visam unicamente confundir os servidores e mascarar a omissão, e incompetência da atual gestão que não efetivou o direito dos servidores.
Aos fatos: A publicação tendenciosa no Blog Guamaré em Dia, a qual data de 02 de Fevereiro de 2017,  tinha por intenção principal confundir publicamente minha conduta como diretor sindical misturando-a a fatos de minha vida pessoal, bem como lançar-me ao descrédito dos associados da instituição que ora dirijo. Ressalte-se: o referido Blog GUAMARÉ EM DIA jamais entrou em contato com o SINDSERG sobre seu posicionamento ante o não cumprimento do PCCS aprovado ou mesmo sobre qualquer dos fatos mencionados na referida postagem.
Enquanto diretor sindical do SINDSERG, em momento algum estive reunido à Câmara Municipal, Sindicato ou qualquer outro lugar fora do meu horário de trabalho ou para fins de discussões partidárias. Sempre tive por hábito acompanhar os trabalhos do Legislativo, por entender seu papel real de discutir e aprovar leis que poderão beneficiar ou prejudicar aos servidores públicos que represento. Quando o editor do Blog diz que estive “a portas fechadas”, ele usa de má fé, tentando manipular esse entendimento, uma vez que desconheço portas de gabinetes abertas durante qualquer dos seus atendimentos, e principalmente porque transitei em todos os gabinetes possíveis em prol da aprovação dos planos, inclusive nos gabinetes dos vereadores não mencionados na postagem como Verª. Lisete, Ver. Edinor, Ver. Eudes, Ver. Damião, Ver. Josenildo, Verª. Diva e Ver. Miranda. REGISTRE-SE que em todas as reuniões com os vereadores, tratei de assuntos de interesse das categorias que represento, sem jamais usar de interesse pessoal/particular conforme também mencionado na tendenciosa publicação, portanto qualquer que seja a informação a meu respeito seja nesta ou em gestões futuras, elas certamente não passam de especulações.
No tocante a maneira como conduzo minha vida política, faz-se necessário esclarecer que não se misturam o posicionamento político individual, do cidadão Edson Rocha e a postura que me exige o cargo de diretor sindical. Enquanto diretor sindical, realizei junto à direção do SINDSERG reunião com a presença do Sr. Presidente ASSIS da FETAM (Federação dos Trabalhadores em Administração Pública do Rio Grande do Norte) para fins exatamente de discutir a importância de ficarem os membros da Direção à vontade para apoiar e comungar das ideologias políticas que quisessem, não envolvendo o SINDSERG. Enquanto indivíduo, meu posicionamento político nunca foi segredo, pois não partilho das opiniões do grupo que ora gerencia o Município e não enxergo muito respeito para com os seus munícipes, que permanecem ainda muito aquém do desenvolvimento e emponderamento que merecem. Em https://www.sindserg.com/2016/07/nota-de-esclarecimento-processo_22.html
Quando leio “o mesmo fazia questão de expor sua imagem nos comícios, caminhadas, encontros políticos, nas redes sociais, onde ele poderia ter se ausentado e pensado na categoria, o projeto de Edson sempre foi pessoal, e não na coletividade, pois ele deixou claramente suas obrigações sindicais”, parece-me que claramente a má pontuação gráfica decorre da má intenção de misturar os fatos ou talvez do incômodo do editor do blog quanto ao fato de a pessoa do presidente do Sindicato não apoiar a atual gestão! Estive presente a todos os compromissos políticos de oposição que julguei importantes, mas como cidadão que acredita haver algum horizonte melhor e diferente daquele já desenhado pela atual gestão. Não comungo da ideia de estar a implantação do PCCS atrelada/ amarrada ao apoio ao atual gestor ou suas ideias políticas como o sugerido pelo nobre editor do blog Guamaré em Dia, não existindo razão alguma para deixar de externar o que penso e acredito desde que eu jamais o faça em nome da instituição que represento. O PCCS É CONQUISTA E DIREITO DOS SERVIDORES E NÃO MOEDA DE TROCA DE QUEM QUER QUE SEJA! Ainda sobre esse trecho, não recordo momento que este Blog tenha buscado ao SINDSERG e não me tenha encontrado, pois dedico meu tempo e horários devidos às atribuições para as quais fui eleito.
Sobre o enquadramento e a ideia falsa de que o PCCS aprovado traduziu-se em sonho despedaçado por ausência minha enquanto diretor sindical, acredito tratar-se de falta de informação e má intenção do editor do Blog em publicar fatos sem sequer checa-los. Pessoalmente em nome do SINDSERG, tive de protocolar documentações à Câmara Municipal visando a correção do Plano aprovado e publicado diferentemente no DO (Diário Oficial) posteriormente, isto porque nem o Jurídico ou o Sr. Prefeito Hélio Willamy atenderam ao SINDSERG. Anexo documento protocolado, comprovando que em tempo hábil tomei as providências devidas e que todos os vereadores, inclusive a relatora dos Planos Lisete Negreiros receberam a solicitação de providencia quanto às correções e seguida enquadramentos pendentes.
A verdade sobre o enquadramento é que o mesmo foi travado já desde o mês de Agosto/16, quando ignoradas as tentativas do SINDSERG e também da comissão da Guarda Municipal pelo Sr. Prefeito e seu assessor jurídico Dr. Artur Queiroz que negaram-se a nos receber. As correções ao Plano ainda estão pendentes ante seguidas negativas por parte do Executivo e delas dependem o enquadramento, mas o SINDSERG seguiu em frente mesmo assim e conforme assembleia definiu nomes dos membros para a comissão de enquadramento dos planos de carreira, quais foram enviados com documentação devidamente protocolada junto a Prefeitura, mas que até o momento não renderam ao SINDSERG qualquer resposta, tendo a direção há muito caminhado na luta e sendo ignorada como que propositalmente, a fim de assumir uma negligência para com o servidor que não lhe pertence. O SINDSERG não se manteve em silêncio em momento algum, inclusive consta em seu site Nota de Esclarecimento relatando a situação como está na atualidade, disponível para qualquer servidor ou dito “interessado no bem da coletividade”: https://www.sindserg.com/2017/01/presidente-do-sindserg-edson-rocha.html
A direção do SINDSERG também foi a Mossoró e reuniu-se com o setor jurídico da FETAM, para fins de orientar-se sobre como proceder em relação a não implementação dos planos, tendo repassado tudo aos demais diretores em reunião, a qual deliberou: que mediante o não pagamento com base nos PCCS em Janeiro, daremos entrada judicialmente para que se cumpra o Plano mediante mandado de segurança; solicitaremos do presidente da Câmara Municipal, em caráter de urgência, audiência pública para tratar da implementação dos Planos ao passo que mesmo informalmente já lhe fora repassada toda essa situação; e realizaremos nesta quinta feira (09-02-2017) às 15:30 horas, na sede do SINDSERG uma Assembleia Geral com todos os servidores públicos municipais para fins de tratar todos os assuntos pertinentes aos Planos.
Sobre o carro do SINDSERG, o editor afirma que faço uso do mesmo para fins particulares, ao que afirmo ter minha consciência e responsabilidade sindical tranquila. Possuo meu veículo próprio e este sim é usado para as minhas particularidades pessoais. Gostaria ainda de dizer que se hoje o Sindicato possui veículo próprio, ele é fruto de trabalho e de responsabilidade da nossa gestão e que ao contrário da manipulação feita em seu veículo de informação, não me utilizo do veículo por quaisquer vias que não a de trabalho, aliás ao contrário disso, utilizei meu veículo próprio diversas vezes ao longo de minha jornada sindical de oito anos, para realizar as viagens da instituição que defendo.
Quanto a horas extras que afirma que recebo, não recebo sequer a gratificação a que tenho direito, no valor de Cem Reais, conforme a lei 457/2010 da criação da Guarda Municipal.
Em suma, posso afirmar que o editor falou apenas uma verdade em sua publicação: sobre ter sido processado! O porquê diz respeito à postura irresponsável e recorrente de emitir informação sem que haja verdade, tendo lançado publicação ainda em Agosto de 2016, desferindo a acusação de que faço uso indevido do dinheiro do Sindicato, quando na verdade este editor jamais compareceu ao SINDSERG para assembleia de prestação de contas ou mesmo ainda que fosse para visualizar nossos quadros de prestações de contas mensais disponíveis na sede da instituição, contas aprovadas pelas categorias presentes. Link da Assembleia: https://www.sindserg.com/2016/12/mensagem-de-ano-novo-do-sindserg.html.
Existe uma vergonha, mas não é sindical e sim moral! Considero constrangedor lidar com um blog que deveria ser instrumento de relevância levando a verdade para a sociedade e, ao invés disso, observar que somos expostos e quase reféns de uma ideia de verdade planejada trazida sordidamente a público como forma a servir de escudo para uma administração que não cumpre com seu compromisso junto aos seus servidores. Sinto vergonha porque o mesmo editor que cobra com inverdades sem sequer falar em nome de sua categoria uma vez que é também servidor público, este editor acha-se hoje muito bem pago pelo dinheiro público e possui toda a sua família em cargos comissionados segundo as portarias: 063/2017, 091/2017, 060/2017, 059/2017, claramente patrocinado pelo interesse político e partidário que defende. Dessa maneira, somos bombardeados dia após dia com um blog que faz questão de maquiar as incoerências, desleixo e abandono que pintam o quadro da nossa Guamaré e agora com a tentativa de enfraquecer a luta sindical, desvirtuando o trabalho do presidente e da sua diretoria.
Por fim, respeito e admiro os profissionais da comunicação que têm contribuído para uma sociedade melhor, muitos dos quais contribuem com nossa luta sindical buscando a nossa instituição e sendo fieis tanto ao que lhes é solicitado quanto a divulgar aquilo a que se destinam e a nós recorrem como fonte – o SINDSERG estará de portas abertas a todos esses profissionais que queiram tirar quaisquer dúvidas sempre! Quanto ao editor do blog Guamaré em Dia, reflita e procure usar esse meio de comunicação de forma que possa atender a sociedade e não a interesse particular ou político. Respeite o SINDSERG que lhe representa e faça-se respeitado e admirado por poderem os leitores de seu Blog creditarem a ele alguma confiança na informação.
Edson Rocha – Cidadão e
Presidente do SINDSERG

Deixe uma resposta